As autoridades económicas do Chile pretendem multar seis companhias de navegação em quase 75 milhões de dólares por alegada cartelização de preços.

Na mira da Procuradoria económica do país sul-americano estão a CSAV, a CCNI, a Eukor Car Carriers, a K Line, a MOL e a NYK Line que, segundo a acusação, afectaram 18 clientes por um período de 12 anos, desde 2000. As companhias ofereciam os serviços a um preço elevado e com condições pouco atractivas num esforço coordenado por não competirem.

A multa mais avultada – cerca de 25 milhões de dólares – deverá ser aplicada à Eukor, controlada por dois operadores europeus de transporte marítimo de automóveis. A CCNI, a K Line e a MOL deverão ser penalizadas em cerca de 12,5 milhões de dólares cada. A CSAV e a NYK poderão ver perdoadas as multas por terem colaborado no processo.

A iniciativa chilena, que ainda demorará muito tempo a concretizar-se, inscreve-se num processo internacional, iniciado no Japão e que na semana passada conheceu desenvolvimentos nos EUA particularmente penosos para a K Line.

A companhia, que no final de 2014 foi multada em 67,7 milhões de dólares, viu agora um seu gestor, Hiroshige Tanioka, ser condenado a 18 meses de prisão e 20 mil dólares de multa, por concertação de preços no transporte de automóveis entre a Ásia e os EUA entre 1998 e 2012.

Tags:

Comments are closed.