A China vai criar zonas ECA (área de controlo de emissões) na costa do Mar de Bohai e nos deltas dos rios das Pérolas e Yangtzé.

Xangai

Anunciado há dias, o “Plano Especial de Acção para a Prevenção da Poluição de Portos e Navios (2015-2020)” tem por objectivo que os navios que cruzam aquelas zonas reduzam as suas emissões de dióxido de enxofre (SO2) em 65%, de óxido de azoto (NOx) em 20% e das partículas em suspensão em 30% até 2020 em comparação com 2015.

O plano prevê ainda a promoção do gás natural liquefeito como combustível marítimo e que, até 2020, 90% dos navios activos usem energia de cais na acostagem, devendo metade dos terminais de contentores, de cruzeiros e de carga ro-ro fornecer a energia necessária para que isso seja possível.

De acordo com os dados mais recentes do Ministério da Protecção Ambiental da China, as emissões de SO2 e NOx dos navios representam, respectivamente, 8,4% e 11,3% do total de emissões do país.

Os deltas dos rios das Pérolas e Yangtzé concentram duas das regiões económicas mais dinâmicas da China e neles se situam alguns dos maiores portos chineses.

Tags:

Comments are closed.