A China vai comprar 130 aviões à Airbus por 17 mil milhões de dólares (15,4 mil milhões de euros) naquela que é uma das maiores encomendas daquele país ao consórcio europeu.

Airbus A320 - China

O acordo, que foi anunciado esta manhã, em Pequim, no fim de uma reunião entre o primeiro-ministro chinês Li Keqiang e a chanceler alemã Angela Merkel, prevê a entrega de 100 A320 e 30 A330.

Em Julho, no decurso de uma visita do PM chinês a Paris, a Airbus assinou um outro acordo com a China Aviation Supplies para o fornecimento de 45+30 A330, com um valor de catálogo próximo dos 18 mil milhões de dólares.

O anúncio do novo contrato surge numa altura que as companhias aéreas chinesas estão a ajustar as frotas para responder à procura. O estudo anual da Boeing para a China, revelado em Agosto último, prevê que aquele mercado encomendará até 2034 um total de 6 330 unidades, avaliadas em 950 mil milhões de dólares (860 mil milhões de euros), e que a frota de aviões comerciais no país praticamente triplicará no mesmo período, aumentando dos 2 570 aparelhos de 2014 para 7 210.

Para responder à forte procura, e também para favorecer as vendas aos olhos das autoridades de Pequim, os fabricantes ocidentais estão a abrir, ou a reforçar, unidades de produção na China. A Airbus anunciou, em Julho, que vai construir um centro de acabamento do A330 em Tianjin, com abertura prevista para 2017.

 

 

Tags:

Comments are closed.