Os investimentos da China em portos fora do país duplicaram nos últimos 12 meses, à medida que as companhias estatais se envolvem na iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota”.

Nova Rota da Seda

De acordo com um estudo do banco de investimento britânico Grisons Peak, as companhias chinesas anunciaram planos para investir em nove portos no exterior um total de 20,1 mil milhões de dólares (17,5 mil milhões de euros), nos 12 meses até ao final de Junho último.

Nos 12 meses anteriores a Junho de 2016, os investimentos do mesmo tipo ficaram-se pelos 9,97 mil milhões de dólares (8,7 mil milhões de euros).

O Grisons Peak indica, além disso, que estão em curso discussões para investimentos em vários outros portos, para os quais nenhum valor foi divulgado.

As localizações dos portos seleccionados para investimentos chineses estão alinhadas com as três “rotas económicas azuis” que Pequim nomeou em Junho como cruciais para o sucesso da iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota”, o gigantesco projecto global de desenvolvimento de infra-estruturas de transportes (e de expansão da influência chinesa no mundo).

 

Os comentários estão encerrados.