Foi anunciada em Xangai a criação da Unmanned Cargo Ship Development Alliance, que deverá preparar o terreno para o futuro lançamento do primeiro navio de mercadorias autónomo da China.

Navios autónomos - Rolls Royce

 

A nova aliança é liderada pelo HNA Technology Group e integra entidades como a China Classification Society (CCS), ABS, DNV GL, Wartsila, Rolls-Royce, Hudson-Zhonghua Shipbuilding e 708 institutos de pesquisa do CSSC e 711 do CSIC.

Os membros da aliança colaborarão no estabelecimento de padrões tecnológicos e regulatórios, avaliação de impactos ambientais e na eventual comercialização de navios não tripulados.

“Sob a orientação do governo chinês, a aliança adoptará uma atitude aberta e cooperativa, acolhendo parceiros relacionados com a indústria para participarem activamente na construção de um ecossistema de transporte marítimo não tripulado”, referiu no evento de lançamento da aliança o vice-presidente do HNA Technology Group e presidente da Unmanned Cargo Ship Development Alliance, Li Weijian, .

Na apresentação foi sublinhado que um navio autónomo tem custos operacionais mais baixos 29% do que um convencional ao longo dos habituais 25 anos de vida útil das embarcações de mercadorias.

 

Os comentários estão encerrados.