São chineses sete dos dez maiores portos mundiais na movimentação de contentores, de acordo com o ranking da Container Management (CM). Xangai reforçou a liderança em 2014.

Xangai

O ranking relativo a 2014 não apresenta novidades significativas nos primeiros lugares face a 2013. Xangai mantém-se primeiro, com 35,3 milhões de TEU movimentados (mais 4%), à frente de Singapura, com 33,9% (mais 5%). Shenzhen continua terceiro mas um pouco mais longe, com 23,3 milhões de TEU (mais 3%). Hong Kong perde 1%, para 22,2 milhões de TEU, mas segura o quarto lugar.

Além de Singapura, apenas Busan (agora sexto, tendo perdido um lugar para Ningbo) e Dubai (nono) furam a hegemonia chinesa no “top 10”.

Roterdão continua sendo o primeiro porto europeu. Ocupa a 11.ª posição no mundo, com um total de 12,3 milhões de TEU movimentados em 2014 (mais 6% que em 2013). Seguem-se-lhe no ranking europeu Hamburgo (15.º, com 9,7 milhões de TEU, mais 5%), Antuérpia (16.º, 8,98 milhões de TEU, mais 5%) e Bremerhaven (24.º, 5,8 milhões de TEU, menos 1%) e Algeciras (30.º, 4,6 milhões de TEU, mais 5%).

Na Península Ibérica, atrás de Algeciras surge Valência (6.º na Europa e 32.º no mundo), com 4,4 milhões de TEU (mais 3%) e Barcelona (16.º na Europa, 77.º no mundo), com 1,9 milhões de TEU (mais 10%). Sines está logo a seguir, e cada vez mais perto, sendo o 19.º europeu e o 97.º mundial mas a crescer 32% para 1,2 milhões de TEU.

Los Angeles mantém-se como o primeiro porto norte-americano, agora na 19.ª posição (era 18.º em 2013), com 8,3 milhões de TEU e a crescer 6%. Port Said (Egipto) subiu dois lugares, para o 35.º posto, a crescer 11% para os 4,1 milhões de TEU, e é o primeiro porto africano. O porto de Santos é o 36.º do mundo e o primeiro sul-americano, com 3,7 milhões de TEU movimentados no ano transacto (mais 7%).

 

Os comentários estão encerrados.