A capital da Guiné-Bissau poderá vir a estar ligada por auto-estrada às outras capitais da África Ocidental, assim se concretize o projecto lançado pelo governo da China e pela comunidade regional (ECOWAS).

A construção da Auto-estrada Trans-Africana Ocidental, com dois mil quilómetros de extensão, consta de um acordo para desenvolvimento de infra-estruturas e cooperação económica assinado na semana passada em Abuja, Nigéria, entre o governo chinês e a ECOWAS, segundo o site nigeriano “Ventures”.

A futura auto-estrada Dakar (Senegal) – Lagos (Nigéria) passará por Banjul, Bissau, Conakry, Freetown, Monróvia, Abidjan, Accra, Lomé e Cotonou. Actualmente, estas capitais não têm qualquer ligação contínua por estrada, dificultando os transportes e o escoamento de produtos.

Ainda sem calendário, previsão de custos ou financiamento, o projecto consubstanciará mais um passo para o reforça da presença da R.P. China na África Ocidental. A avançar, o mais provável é que venha a ser desenvolvido em regime de PPP, com o forte envolvimento de empresas de construção chinesas.

Comments are closed.