Haifa ou Ashdod. A Pan Mediterranean, uma subsidiária da China Harbour Engineering Company (CHEC), ganhou o direito a escolher onde quer construir um novo terminal de contentores em Israel.

Na verdade, ambos os portos terão novos terminais, ambos com capacidade para movimentar um milhão de TEU/ano. Mas os chineses terão apresentado a melhor proposta e por isso podem escolher. O candidato derrotado, que a imprensa local não identifica, poderá ficar com a outra instalação.

O investimento previsto na construção é de mil milhões de dólares. A CHEC poderá depois candidatar-se à gestão do terminal, mas aí deverá contar com a concorrência da Eurogate, da TIL ou da ICTSI.

A China é hoje o maior parceiro comercial de Israel na Ásia e poderá em breve tornar-se o primeiro à escala global.

 

Comments are closed.