O Grupo HNA, accionista da TAP através da Atlantic Gateway, falhou o pagamento de uma dívida de mais de 37 milhões de euros, adensando as dúvidas sobre a sua falta de liquidez.

Grupo HNA falha pagamento de dívida

O incumprimento foi divulgado pelo Hunan Trust que, numa comunicação aos investidores, revelou que o Grupo HNA falhou o pagamento de uma dívida de 300 milhões de yuan (37,4 milhões de euros), que venceu em 10 de Setembro, “apesar das várias tentativas para comunicar com a HNA por telefone ou reunir pessoalmente”.

O empréstimo foi contraído pela subsidiária cotada na bolsa de Xangai, HNA Innovation, com garantia do HNA Tourism, o negócio responsável pela maior parte das receitas do grupo.

A mesma nota detalha que o fundo irá agora tentar confiscar activos do HNA Innovation e HNA Tourism. O Hunan Trust é detido na totalidade pelo governo da província de Hunan, centro da China.

No mês passado, a HNA começou também a falhar empréstimos constituídos junto de individuais, através de plataformas online de financiamento directo. E esteve quase a entrar em incumprimento num outro
empréstimo, no valor de 124 milhões de euros.

O Grupo HNA encerrou o ano passado com uma dívida de cerca de 77 mil milhões de euros, segundo os dados divulgados na apresentação dos seus resultados anuais.

Numa tentativa de desalavancagem, o grupo já terá vendido activos no valor de 15 mil milhões de dólares e estará a negociar a alienação de negócios como a Swissport ou a Seaco.

Accionista da TAP

Em Portugal, o Grupo HNA detém uma participação na Atlantic Gateway, consórcio que controla 45% da TAP.

Uma das suas subsidiárias, a Capital Airlines, inaugurou em Julho do ano passado o primeiro voo directo entre a China e Portugal. No entanto, pouco após o primeiro aniversário do voo, a empresa anunciou a sua suspensão, entre Outubro e Março.

 

Tags:

Os comentários estão encerrados.