A Comissão Europeia acaba de autorizar o Chipre a instituir a “tonnage tax” para as companhias marítimas, o que deverá atrair mais armadores para o país, que já controla uma das maiores frotas mundiais.

A “tonnage tax”, ou “taxa de tonelagem” numa tradução literal, é um imposto que tributa as companhias de navegação em função da tonelagem global das frotas por si operadas, em substituição da tradicional tributação dos lucros gerados pela actividade.

O esquema é comum a vários países europeus e é reconhecido como um instrumento que promove o crescimento e a competitividade das frotas nacionais.

A Comissão Europeia aceitou a proposta cipriota ao considerar que a “tonnage tax” não representarão uma distorção das regras do mercado.

A indústria marítima cipriota já é uma das maiores da Europa comunitária e a décima mundial. Ainda assim, o anúncio da introdução da “tonnage tax” foi classificado pela Câmara de Shipping do país “como a medida mais importante para a indústria do shipping desde a fundação da república”.

Em Portugal o tema da “tonnage tax” é recorrente mas não o suficiente para ser apresentado como uma prioridade pela indústria do shipping nacional.

Comments are closed.