A Chronopost prevê investir oito milhões de euros, entre este ano e o próximo, em Portugal, em novas instalações e numa nova máquina de triagem, anuncia o administrador-delegado, Olivier Establet.

Em Outubro, a Chronopost Portugal mudou as instalações no Porto para uma plataforma “mais funcional e que é a maior de sempre” da empresa no mercado português, disse à “Lusa”, acrescentando que actualmente conta com 250 colaboradores naquela unidade.

“Tratamos cerca de 25 mil encomendas por dia nestas instalações e estamos neste momento em fase de adjudicação de uma máquina de triagem que nos vai permitir duplicar a capacidade para cerca de seis mil encomendas por hora”, acrescentou.

Entre este ano e 2012, a Chronopost Portugal investirá oito milhões de euros, que incluem a parte imobiliária e maquinaria, sendo que a maior fatia foi realizada em 2011. “O maior peso tem a ver com este ano por causa do investimento imobiliário”.

Em Leiria, a empresa mudou de instalações este mês para “outras construída de raiz. São instalações extremamente funcionais”, adiantou o gestor.

A unidade de Leiria é “das mais importantes” fora das grandes áreas metropolitanas (Lisboa e Porto) e resulta de um investimento de cerca de 700 mil euros. Nessas instalações trabalham 30 pessoas.

Para o próximo ano, a Chronopost Portugal vai também mudar de instalações na Margem Sul, segundo Olivier Establet.

A Chronopost Portugal, que afirma ser líder no mercado doméstico no segmento B2B do transporte expresso, detém actualmente 13 estações – Vila Real, Porto, Viseu, Coimbra, Leiria, Torres Novas, Póvoa de Santa Iria, Lisboa, Corroios, Évora, Faro e Funchal – e uma frota própria de 350 viaturas de distribuição e dez viaturas pesadas.

A empresa conta com 780 colaboradores.

Comments are closed.