O CMA CGM Bougainville, hoje inaugurado  em Le Havre pelo PR francês, é o primeiro navio preparado para transportar contentores “inteligentes”.

cma-cgm-bougainville

A tecnologia Traxens transforma os contentores normais em objectos conectados entre si, levando os sistemas de transportes multimodais para a era do Big Data. A Traxens é uma start up sediada, tal como a CMA CGM, em Marselha. As duas empresas iniciaram este projecto conjunto em Fevereiro passado.

Os contentores com o sistema instalado podem comunicar entre si e com o navio através de antenas. Os dados recolhidos são, então, enviados para a sede da CMA CGM através dos servidores da Traxens.

A informação em tempo real (em terra ou no mar) é relativa a itens como localização, temperatura, nível de humidade, vibrações, impactos, tentativas de arrombamento, estado do desalfandegamento, etc.

Além do impacto óbvio em clientes, companhias de seguros e alfândegas, esta tecnologia será ainda muito importante para o transporte a temperatura controlada e de bens perecíveis.

Com 400 metros de comprimento e 54 metros de largura, o novo “gigante” dos mares pode transportar 18 000 TEU, ou cerca de 200 mil toneladas de mercadorias, entre a Ásia e o Norte da Europa.

O CMA CGM Bougainville foi nomeado em homenagem ao navegador francês Louis-Antoine de Bougainville, que comandou a primeira viagem oficial de circum-navegação francesa, no século XVIII.

Apesar ser “gémeo” dos outros navios de 18 000 TEU já operados pela companhia gaulesa, o CMA CGM Bougainville assume-se como o maior porta-contentores do mundo com pavilhão francês. Construído nos estaleiros sul-coreanos da Samsung Heavy Industries, foi entregue a 25 de Agosto, sendo de imediato alinhado no serviço FAL1.

Foi hoje mesmo inaugurado pelo Presidente da República de França, François Hollande, na sua primeira escala no porto de Le Havre.

 

Comments are closed.