As empresas de transporte ferroviário, fluvial, rodoviário e de logística do grupo CMA CGM estão doravante reunidas sob a holding Greenmodal Transport.

A nova sociedade assume o controlo da Rail Link Europe, da River Shuttle Containers, da Land Transport International, da Progeco e da TCX. Além disso, passam a ser suas as participações no terminal de Duisburgo (40%), no terminal multimodal de Bonneuil (40%) e na Le Havre Exploitation (33%).

Com a criação da holding, a CMA CGM pretende centralizar o processo de decisão e de “escolha” da melhor solução de transporte para cada cliente/carga. A Greenmodal Transport propõe-se disponibilizar aos clientes – carregadores, transitários, armadores – um serviço porta-a-porta com a possibilidade de escolherem entre “o modo de transporte mais respeitador do ambiente, o mais barato ou o mais rápido”, sintetizou Alexandre Gallo, o CEO da nova entidade.

As crescentes limitações à circulação rodoviária de pesados de mercadorias, e os custos a elas associados, são encaradas como uma oportunidade para a afirmação da nova holding “não-marítima” da CMA CGM.

A Rail Link Europe explora serviços ferroviários de mercadorias entre França, Alemanha e Bélgica. A River Shuttle Containers oferece serviços combinados rodo-fluviais. A Land Transport International é um transportador rodoviário. A Progeco actua no depósito e reparação de contentores. A TCX detém entrepostos de contentores em Le Havre, Bordéus e Fos.

Juntas, as cinco empresas realizaram no ano passado um volume de negócios de cerca de 120 milhões de euros. A gestão conjunta pretende eliminar redundâncias e optimizar o “back office” mas sem reduzir o efectivo de cerca de 530 trabalhadores.

Os comentários estão encerrados.