A CMA CGM encomendou mesmo dez porta-contentores de 15 500 TEU. Cinco serão equipados com scrubbers e os restantes alimentados a gás natural.

A encomenda foi primeiramente “anunciada” pela Braemar ACM Shipbroking, em Janeiro passado, e agora “confirmada” pela corretora norueguesa Fearnleys.

As embarcações foram encomendadas à China State Shipbuilding Corporation (CSSC), num negócio avaliado em 1,2 mil milhões de dólares (1 058 milhões de euros). Com elas, a CMA CGM manter-se-á perto da Cosco no ranking das maiores companhias mundiais de transporte marítimo de contentores.

Os cinco navios a GNL serão construídos no estaleiro Jiangnan Shipbuilding, ao preço de 130 milhões de dólares (114,6 milhões de euros) por navio. A CSSC não revelou onde serão produzidos os restantes cinco navios, mas será, provavelmente, o estaleiro Hudong-Zhonghua, a assegurar a construção das embarcações com scrubbers, ao preço unitário de 110 milhões de dólares (97 milhões de euros).

As entregas estão previstas para o período entre o fim do ano que vem e de 2021.

Os novos porta-contentores deverão ser alinhados pela companhia francesa nas rotas Ásia-Mediterrâneo.

 

 

 

Comments are closed.