A Cosco Shipping Ports aposta em tornar o terminal de contentores de Zeebrugge no seu primeiro gateway no Noroeste da Europa. Terá como parceira a CMA CGM, com uma posição inicial de 10%.

Depois de, em Setembro, ter comprado a posição de 51% da APM Terminals no terminal de contentores de Zeebrugge, a Cosco Shipping Ports assinou agora um novo contrato de concessão com a autoridade portuária, assumindo a intenção de transformar o CSP Zeebrugge Terminal num hub para o Nororeste da Europa e de desenvolver serviços logísticos conexos criando assim uma plataforma logística para a Europa continental e o Reino Unido.

Para isso, a CSP conta com o rápido crescimento das trocas comerciais entre a China e a Bélgica e os países vizinhos, sendo que Zeebrugge está perto de Hamburgo e de Le Havre.

Mas não só. Paralelamente à assinatura do novo contrato de concessão, a CSP acordou com a CMA CGM uma parceria para o terminal de contentores belga, onde no imediato a companhia gaulesa tomará uma posição de 10%.

A CMA CGM, recorde-se, lidera a Ocean Alliance, onde também está a Cosco.

 

 

Os comentários estão encerrados.