O consórcio integrado pela Terminal Link (CMA CGM) venceu a concessão do porto de Salónica,0 segundo maior da Grécia. O grupo francês propõe-se transformá-lo num hub.

Porto de Salónica

Com uma oferta  de 231,9 milhões de euros, o consórcio constituído pela Terminal Link, Deutsche Invest Equity Partners e Belterra Investments superou a concorrência da DP World e ICTSI.

O valor oferecido pela participação de 67% na Autoridade Portuária de Salónica supera a capitalização bolsista de 204 milhões de euros da empresa no mercado de Atenas. Mas o encaixe para o Estado não se ficará por aqui, prevendo-se mais 500 milhões de euros, pelo menos, ao longo do prazo da concessão (de 34 anos, até 2051).

Além disso, o consórcio comprometeu-se a realizar pesados investimentos no porto já nos primeiros sete anos da concessão. Investimentos esses que estarão em linha com a estratégia da CMA CGM de transformar o porto num seu hub. Recorde-se que a Terminal Link é detida pela CMA CMG e pela China Merchants.

O porto de Salónica, o segundo do país, movimentou no ano passado 344 mil TEU.

O porto do Pireu, o maior da Grécia, é controlado a 51% (a prazo, em 67%) pelos chineses da Cosco.

Os comentários estão encerrados.