O Le Havre – Clermont Ferrand Express promete um transit time de 24 horas. Arranca com duas ligações semanais em cada sentido e aposta em transportar 600 TEU/mês.

O novo serviço ferroviário de transporte de contentores de import e export para o porto de Le Havre é uma iniciativa da Ferovergne, empresa que agrega cerca de uma dezena de parceiros, maioritariamente transportadores rodoviários, que detêm 70% do capital. O restante está dividido fundamentalmente entre a Geodis e carregadores.

O serviço arrancará com comboios com 27 vagões, mas a operação poderá crescer até aos 37 vagões, se a procura assim o justificar.

O risco financeiro da iniciativa é assumido em exclusivo pela Ferovergne, que aposta em garantir a fiabilidade do serviço, condição essencial ao seu sucesso. Por isso haverá sempre um “plano B”, para lidar, por exemplo, com eventuais paralisações do sector ferroviário: os accionistas controlam uma frota de 300 tractores e as mercadorias poderão ser colocadas na estrada…

O arranque do serviço é “garantido” por cerca de quatro dezenas de clientes, à importação e à exportação, que terão contratado já a maioria da capacidade disponível.

Num claro sinal de confiança no sucesso da iniciativa, a Ferovergne já contratou com a SNCF a realização de 100 comboios… cheios ou vazios.

Comments are closed.