O Corredor Logístico do Sudoeste Ibérico, entre a plataforma de Badajoz e os portos de Lisboa, Setúbal e Sines deu mais um passo com o arranque de um serviço ferroviário de mercadorias.

Badajoz

A nova ligação semanal (saídas de Badajoz às sextas-feiras) é operada pela CP Carga.

O primeiro comboio saiu na semana passada, carregado com 44 contentores e 1 190 toneladas de tomate, vinhos e produtos fitossanitários com destino aos portos nacionais.

Os promotores da iniciativa apostam agora em duplicar as frequências, com uma saída às quartas-feiras, e, também, em captar cargas de retorno para Badajoz, de modo a rendibilizar os meios e reduzir os custos unitários.

Ainda assim, sustentam que a ferrovia é uma opção viável face à tradicional ligação rodoviária. E cargas não faltarão na região da Extremadura.

Ainda sem a plataforma logística, as operações em Badajoz são realizadas no terminal da Adif que, todavia, tem a vantagem de dispor de um posto aduaneiro e de um posto de controlo sanitário, que permitem agilizar a tramitação das mercadorias.

Em Março, aquando da colocação da primeira pedra da plataforma logística de Badajoz o presidente do governo da Extremadura anunciou uma aliança estratégica com os portos de Lisboa, Setúbal e Sines, e há poucos dias apenas o projecto do Corredor Logístico do Sudoeste Ibérico foi apresentado e debatido em Lisboa.

Comments are closed.