A electrificação da Linha do Douro vai chegar ao Marco de Canaveses até ao final do próximo ano. O Governo já autorizou a Refer a fazer o investimento de 6,4 milhões de euros.

Em causa está a electrificação do troço entre Caíde e Marco de Canaveses. De acordo com a portaria dos secretários de Estado do Orçamento e dos Transportes, a Refer poderá mobilizar para o efeito 3,8 milhões de euros ainda este ano e 2,6 milhões de euros em 2015.

Em Novembro do ano passado, uma fonte da Refer avançou à “Lusa” que o projecto de electrificação da Linha do Douro, no troço entre as estações de Caíde (Lousada) e Marco de Canaveses, já estava finalizado e que as obras deveriam arrancar este ano.

A electrificação chegou a Caíde em 1997. E já então se considerava essencial o prolongamento até ao Marco de Canaveses.

A linha de Caíde / Marco de Canaveses integra a rede da CP Porto, mas os comboios suburbanos da Invicta ficam-se pela estação de Caíde, precisamente pela ausência de catenária no resto do percurso. Os passageiros são assim obrigados a fazerem um transbordo.

À “Lusa”, o presidente da Câmara Municipal do Marco de Canaveses congratulou-se com o anúncio das obras, mas lembrou a necessidade de se fazer também a requalificação das estações do Marco, Livração e Vila Meã, pelo menos.

Comments are closed.