A franco-espanhola TP Ferro, concessionária da ligação ferroviária internacional Figueras-Perpignan, está em dificuldades para renegociar a dívida que vence no próximo dia 30. As perspectivas de tráfego não se confirmaram…

Túnel de Pertus

A TP Ferro apresentou ao Tribunal do Comércio de Girona um pré-concurso de credores. O expediente legal visa ganhar tempo para renegociar a dívida, que ascenderá a 400 milhões de euros. Pelo menos para já, o pré-concurso de credores não afectará a actividade da empresa e, logo, a exploração da ligação ferroviária.

A TP Ferro, participada pela espanhola ACS e pela francesa Laffarge, é a concessionária da linha ferroviária de bitola europeia, com uma extensão de 44 quilómetros, que liga Figueras, do lado espanhol, a Perpignan, do lado gaulês, através do túnel de Pertus (de quatro quilómetros).

As dificuldades financeiras da concessionária derivam do incumprimento das perspectivas de tráfego ferroviário, sendo que a taxa de utilização da infra-estrutura é a principal fonte de receita da empresa.

Actualmente o tráfego ferroviário na linha fica-se pelos dez comboios de passageiros/dia e por uma média diária de cerca de quatro composições de mercadorias. Em ambos os casos muito abaixo do previsto.

As negociações da TP Ferro com os credores para refinanciamento da dívida arrancaram em 2013, mas, até agora, sem sucesso. No limite, o fracasso das negociações poderá levar à dissolução da concessionária, o que obrigará os estados espanhol e francês a assumirem a exploração da via.

 

Os comentários estão encerrados.