Concorrência aprova compra do TVT pela MSC

A Autoridade da Concorrência (AdC) deu “luz verde” à compra do TVT pela MSC Entroncamento. O negócio foi formalizado em Março passado.

MSC Entroncamento vai mudar-se de Riachos para o TVT

Em comunicado, a AdC deu conta da “decisão de não oposição”, ao negócio da compra do TVT pela MSC Entroncamento, considerando que “não é susceptível de criar entraves significativos à concorrência efectiva nos mercados relevantes identificados”.

A partir daqui, a MSC Entroncamento pode avançar com o negócio, que terá rondado os dez milhões de euros (número que ninguém confirma nem desmente), e mudar-se, de armas e bagagens, do seu terminal em Riachos (a poucas centenas de metros) para o TVT.

O TVT, recorde-se, foi o primeiro terminal de “nova geração” (ao tempo) criado em Portugal por investidores privados. Ocupa uma área de mais de 200 mil metros quadrados, contígua à Linha do Norte, dispondo de um feixe de três linhas, uma das quais com 750 metros de comprimento.

Dispõe ainda de uma vasta área para parqueamento de contentores, áreas cobertas para armazenamento e processamento de cargas, zona de parqueamento seguro para camiões, zona de escritórios e, muito importante, zona alfandegada com posto aduaneiro público do Tipo A.

A mudança da MSC Entroncamento para o TVT permitirá libertar as instalações de Riachos para aí instalar a área de reparação e manutenção do material circulante da Medway, o operador ferroviário de transporte de mercadorias detido pela MSC.

 

Comments are closed.