Os futuros concorrentes da Renfe na Alta Velocidade espanhola deverão ser conhecidos no final de Outubro. A liberalização arrancará em Dezembro de 2020, em três eixos. A Adif garante capacidade para mais dois operadores.

Renfe poderá ter pelo menos dois concorrentes privados

A Adif propõe-se aumentar em 60% a capacidade da infra-estrutura de Alta Velocidade, relativamente à agora usada pela Renfe, para acomodar as necessidades dos futuros concorrentes do operador público espanhol.

A gestora da infra-estrutura ferroviária no país vizinho já entregou à tutela, à Autoridade da Concorrência e aos potenciais operadores a proposta de directório da rede para a Alta Velocidade e longo curso.

A ideia é ter o documento pronto a 1 de Julho, para ao longo desse mês receber os pedidos de capacidade dos futuros operadores privados. Os eleitos serão conhecidos no final de Outubro.

Três eixos e três opções

Traduzida em números, a proposta de aumento de capacidade representa passar-se-á das actuais 119 circulações diárias em cada sentido para 189., ao abrigo de acordos válidos por dez anos.

Os eixos de Alta Velocidade abertos à concorrência serão o Madrid- Barcelona-Fronteira com França e Valência-Barcelona; o Madrid-Levante; e o Madrid-Toledo-Sevilha-Málaga. De fora ficam, enquanto não estiverem concluídos, os eixos do AVE para a Galiza e para o País Basco.

Os operadores privados poderão concorrer a um, dois ou todos os eixos disponíveis, em três opções de frequência. O objectivo, sustenta a Adif, é permitir a coexistência de, pelo menos, três operadores em, cada eixo.

A título de exemplo, no corredor Madrid- Barcelona-Fronteira com França e Valência-Barcelona, a opção A compreenderá 48 circulações diárias (três comboios/hora em cada sentido), a B 16 ligações (um comboio por hora em cada sentido) e a C cinco ligações apenas (um comboio em cada sentido a cada três horas). Feitas as contas, neste eixo a oferta disponibilizada pela Adif atinge as 69 ligações diárias, contra as 43 actuais.

O critério de atribuição das licenças será o do maior uso da capacidade disponível.

 

 

 

 

 

Comments are closed.