Nos primeiros cinco meses do ano, a carga contentorizada processada em Setúbal subiu 21%. O movimento de contentores avançou 10%.

IMG_9035

Entre Janeiro e Maio, o porto do Sado movimentou 3,3 milhões de toneladas, 3% menos que o valor recorde verificado no mesmo período do ano passado.

A carga contentorizada atingiu as 517 mil toneladas (382 mil embarcadas, 136 mil desembarcadas), o que representou um crescimento homólogo de 21% (17% e 35%, respectivamente)

O movimento de contentores cresceu 10% até aos 48 453 TEU (26 830 carregados, 21 623 descarregados), atingindo um valor recorde no período.

Recentemente o movimento de contentores em Setúbal foi engrossado com a transferência de dois serviços da OPDR, do Tejo para o Sado.

Em alta, e a contrariar a quebra geral na actividade, esteve também a carga ro-ro: avançou 13% para cerca das 65 mil toneladas.

A movimentação de granéis líquidos em Setúbal cedeu 26% até ao final de Maio, com um score de 118 mil toneladas; e a de granéis sólidos ficou praticamente estável nos 1,3 milhões de toneladas.

Os comentários estão encerrados.