O porto de Roterdão fechou o período de Janeiro a Setembro com um volume de 10 780 204 TEU movimentados, mais 5,7% do que no mesmo período do ano passado.

Contentores lideram crescimento em Roterdão

Nos primeiros nove meses do ano, Roterdão movimentou 350 milhões de toneladas de carga, representando uma queda de 1,5 milhões de toneladas em relação ao ano passado (-0,4%).

Além dos contentores, também a movimentação de GNL continuou a crescer “a um ritmo impressionante”, de acordo com a Autoridade Portuária de Roterdão (APR). Este aumento foi principalmente o resultado do consumo contínuo de GNL transportado para Roterdão por pequenas embarcações com origem na península de Yamal (Rússia).

Já a movimentação total de granéis sólidos caiu 7,3% em relação aos três primeiros trimestres de 2017. A redução mais forte pode ser observada nos segmentos de granéis agro-alimentares e minério de ferro.

O Porto de Roterdão prevê compensar parte das perdas no quarto trimestre, de modo que a produção total de 2018 “será mais ou menos igual à de 2017”.

“A mudança subjacente nos valores de produção observada nos trimestres anteriores continua conforme o esperado. Estou feliz por observar que o crescimento saudável no segmento dos contentores – um “pontas de lança” da autoridade portuária – não mostra sinais de desaceleração”, afirmou, em comunicado, Allard Castelein, CEO da APR.

 

 

Comments are closed.