Nunca Leixões e Setúbal movimentaram tantos contentores no primeiro trimestre. Sines já fez melhor, mas cresceu como nunca no import-export.

No primeiro trimestre, os portos do Continente movimentaram 755 301 TEU. Um resultado que supera em 12,7% o realizado em 2018, anunciou a AMT. Leixões liderou o crescimento em termos percentuais (18,2%), tendo atingido um novo máximo, para o período, de 169 120 TEU.

Recorde foi também o resultado de Setúbal, que no final de Março contava 37 796 TEU, 0,7% acima do registado há um ano.

Sines destacou-se também. Cresceu em termos globais 16,2% e chegou aos 436 034 TEU. Mas a AMT destaca também o salto de 48,7% nos movimentos de import-export, que totalizaram 120,9 mil TEU. Na comparação, o transhipment aumentou apenas 7,2%.

Lisboa cresce em Março

Lisboa terminou o trimestre no vermelho, com uma quebra homóloga de 2,2% e um total de 106 879 TEU. Mas em Março o porto da capital já cresceu 15,7%. Falta saber se se trata de uma inversão da tendência…

Na Figueira da Foz, o movimento do trimestre saldou-se em 5 292 TEU, mais 7,4% em termos homólogos.

Só em Março, os portos do Continente somaram 259 503 TEU (mais 18,3%), com Sines a ganhar 20,8%, Leixões 18,7%, Lisboa 15,7% e Figueira da Foz 82,8%! Só destoou Setúbal, com um recuo de 3,3%.

Comments are closed.