A parte espanhola do Corredor Atlântico vai receber 950 milhões de euros de fundos comunitários, através do Mecanismo Interligar a Europa (CEF, em inglês).

AVE

Daquele montante, mais de 500 milhões de euros destinam-se ao Y Basco, em particular à ligação Vergara-San Sebastian-Baiona, segundo o secretário de Estado das Infra-estruturas de Espanha.

Julio Gómez-Pomar disse, em Bordéus, que a entrada em serviço do Corredor Atlântico (originalmente denominado como Corredor de Mercadorias n.º 4) permitirá uma melhor interligação entre as cidades do Arco Atlântico e delas com o resto da Europa.

Em relação ao Y Basco, como é conhecido o projecto da ligação ferroviária de Alta Velocidade Vitória-Bilbau-San Sebastian/Fronteira com França, o secretário de Estado das Infra-estruturas de Espanha indicou que o governo de Madrid vai investir 5 300 milhões de euros na infra-estrutura e que o objectivo é que o AVE chegue ao País Basco em 2019.

Julio Gómez-Pomar referiu-se ainda, no seu discurso, às obras que o país vizinho está fazer junto às fronteiras com Portugal, nos troços Salamanca-Aveiro e Mérida-Évora. O governante afirmou a propósito que ambos os países estão a trabalhar em conjunto para que tanto a bitola como a electrificação e a sinalização avancem de forma sincronizada.

Comments are closed.