As cargas movimentadas no Corredor e no porto de Nacala, em Moçambique, aumentaram no primeiro semestre, fruto da maior procura e das melhorias operacionais, anunciou a Corredor de Desenvolvimento do Norte (CDN) em comunicado.

Corredor e porto de Nacala aumentam cargas

A carga transportada por via ferroviária registou um crescimento de 5% em termos homólogos, de 212 mil para 221 mil toneladas.

No primeiros seis meses de 2018 a carga processada no porto de Nacala atingiu 941 mil toneladas, contra 841 mil no primeiro semestre de 2017, o que significa uma evolução de 8%.

O crescimento na tonelagem de carga processada deve-se à melhoria da economia moçambicana, tendo-se registado um aumento nas importações e o início de exportação da grafite da mina de Balama, através do porto de Nacala.

O comunicado acrescenta que a carga em contentores no porto de Nacala aumentou 8%, correspondendo a 39 mil TEU, contra 31 mil TEU no período homólogo do ano passado.

A Corredor de Desenvolvimento do Norte é uma parceria entre a empresa estatal Portos e Caminhos-de-Ferro de Moçambique e a Sociedade de Desenvolvimento do Corredor de Nacala, um consórcio de investidores privados, cujo objectivo é a gestão, recuperação e exploração comercial de forma integrada das infra-estruturas do porto de Nacala e da rede ferroviária do Norte de Moçambique.

Os comentários estão encerrados.