Ao cabo de 31 anos, os TGV postais deixaram de circular na rede de Alta Velocidade francesa.

SONY DSC

O último serviço foi efectuado no último sábado de Junho, entre Marselha e Paris. O destino dos cinco comboios TGV que compõem a frota da La Poste será agora a venda, assim surjam interessados.

No início de Junho, a La Poste indicou que iria substituir o transporte de correio e encomendas em TGV por caixas móveis carregadas em camiões ou em comboios convencionais.

Esta mudança faz parte de um investimento logístico da La Poste a rondar 100 milhões de euros. A empresa justifica-o com a previsão de que, em 2017, o volume de correio a transportar por ferrovia será 30% superior à capacidade dos comboios postais de Alta Velocidade.

Dos 100 milhões de euros a investir, 23 milhões serão aplicados num centro logístico em Bonneuil-sur-Marne, a sul de Paris, que substituirá o terminal TGV que os Correios franceses têm em Charolais, também na capital do país.

De acordo com a empresa, o novo terminal – que deverá abrir no final do ano corrente – estará ligado a todos os terminais de mercadorias de França e concentrará as operações rodoviárias, reduzindo as deslocações por camião em cerca de 638 mil quilómetros por ano.

 

Tags:

Comments are closed.