A espanhola Correos está ultimar compra de um operador local em Portugal, avança o “El País”.  Mas o governo de Madrid terá de aprovar.

A entrada em Portugal dará início ao processo de internacionalização da Correos, anunciado pelo presidente da companhia, Juan Manuel Serrano, no final de Janeiro passado.

A companhia irá criar uma área de negócios internacionais e, além do nosso país, pretende arrancar com operações no Sudeste Asiático, através de parceiros locais, como o objectivo de transformar Madrid num centro de logística para distribuir encomendas que chegam à região com destino à Europa e à América Latina.

Com a entrada em Portugal, a Correos pretende entregar encomendas em qualquer ponto da Península Ibérica em menos de 24 horas, aproveitando o “boom” da distribuição desencadeado pelo comércio electrónico.

A operação tem, no entanto, o obstáculo legal de ter de ser aprovada pelo Conselho de Ministros de Espanha, uma vez que a Correos é uma companhia de capital 100% público, através da SEPI – Sociedad Estatal de Participaciones Industriales.

O mercado português é mais aberto do que o espanhol, já que os CTT estão privatizados desde 2014.

O presidente dos Correios de Portugal, Francisco Lacerda, não teme, de resto, a presença da Correos no nosso país. “Distribuímos para todas as grandes companhias do sector espanhol. Os Correos de España, se vierem, serão mais um concorrente e confiamos na nossa capacidade e na nossa vantagem competitiva”, afirmou o executivo na apresentação de resultados dos CTT.

» Correos espanhóis querem entrar em Portugal

Tags:

Comments are closed.