A chinesa COSCO Shipping Holdings registou um forte prejuízo de 9,9 milhões de yuans (1,34 mil milhões de euros) em 2016. A companhia explica as perdas pelos preços de frete baixos e os custos de reestruturação.

Cosco

As receitas totais da companhia atingiram 71,2 mil milhões de yuans (9,6 mil milhões de euros). A COSCO nasceu, em 2016, da fusão das duas maiores companhias de transporte marítimo da China (a Cosco e a CSCL).

A empresa saída da fusão é a quarta maior companhia mundial de transporte marítimo de contentores. A companhia tem estado a reestruturar-se desde então. Tudo isso dificulta a comparação face a 2015.

Apesar dos maus números de 2016,os responsáveis pela COSCO acreditam que 2017 pode ser um pouco melhor, já que estão a observar alguns sinais positivos na procura.

Este optimismo moderado é semelhante ao de concorrentes como a Maersk Line e a Hapag-Lloyd, que já comunicaram que o sector entrou num período de recuperação dos preços médios dos fretes e que a tendência irá manter-se este ano.

A COSCO integra a Ocean Alliance com a CMA CGM, a Evergreen Line e a OOCL, que arranca amanhã.

 

 

Comments are closed.