A chinesa Cosco foi mesmo o único operador a apresentar uma proposta para a compra de até 67% das acções do porto do Pireu. O anúncio foi feito pelo Fundo de Desenvolvimento de Activos da República Helénica (HRADF na sigla inglesa), que ontem procedeu à abertura das propostas para o concurso.

Porto do Pireu

O fundo vai, ainda assim, solicitar ao operador de Hong-Kong que melhore a oferta. “De acordo com os termos do processo, o fundo solicitou a apresentação de uma proposta financeira melhorada para ser avaliada numa reunião posterior da direcção agendada para a próxima semana”, refere o HRADF.

O prazo para a entrega de propostas terminou a 21 de Dezembro. O processo de venda de 67% das acções da Autoridade Portuária do Pireu foi lançado pela Grécia em Março de 2014, mas a participação foi, entretanto, reduzida para 51%.

As autoridades gregas esperam arrecadar cerca de 179 milhões de dólares (164,8 milhões de euros) com a alienação de 51% do porto. O vencedor do concurso tem o direito de opção de compra de mais 16% de participação ao cabo de cinco anos, desde que realize investimento de 300 milhões de euros no desenvolvimento do porto.

A Cosco – que já detém a concessão de um dos terminais de contentores do porto da capital grega – foi desde o início apontada como a favorita na privatização. A APM Terminals e a ICTSI terão também estudado o processo mas não avançaram com qualquer oferta.

Comments are closed.