A Cosco Shipping já pode avançar com a compra da OOCL e, assim, tornar-se número três mundial no transporte marítimo de contentores.

A Cosco Shipping já pode avançar com a compra da OOCL e, assim, tornar-se número três mundial no transporte marítimo de contentores.

A última das autorizações necessárias chegou na véspera do fim do prazo para avançar com o negócio, com o ok da autoridade da Concorrência da China.

A partir daqui, a Cosco pode concretizar a compra da OOIL, a holding que controla a OOCL, num negócio avaliado em 3,6 mil milhões de dólares.

Assim a compra seja consumada, a Cosco, actualmente número quatro mundial, com uma quota de 9,1% (em termos de capacidade de transporte), passará a deter 12,2% e com isso ultrapassará a CMA CGM (11,7%), sua parceira na Ocean Alliance.

À frente da Cosco, no ranking elaborado pela Alphaliner, permanecerão a Maersk (com uma quota de 18,2%) e a MSC (14,7%).  E assim se deverão manter, pelo menos a avaliar pelas actuais carteiras de encomendas de novos navios e não se vislumbrando novas aquisições de rivais.

A fusão entre a Cosco e a OOCL representa o último grande negócio da onda de consolidação do sector do transporte marítimo de contentores.

A partir daqui, os cinco maiores players mundiais (os já referidos mais a Hapag-Lloyd) controlarão 64% da oferta de capacidade de transporte mundial.

Comments are closed.