A COSCO nega os rumores de que estaria a estudar a encomenda de um navio porta-contentores com capacidade de 25 mil TEU.

O vice-presidente da Cosco Shipping Holding, Wang Haimin, aproveitou a conferência de imprensa dos resultados financeiros da companhia para clarificar a questão. “Não vamos encomendar navios de 25 mil TEU na fase actual. Nunca consideramos esse programa de novas construções”, afirmou.

A tomada de posição da companhia surge poucos meses depois de, em Março, a comunicação social especializada ter noticiado que a unidade de projecto do gigante chinês tinha concluído o design de uma embarcação daquela dimensão, cerca de 1 300 TEU maior do que qualquer porta-contentores já encomendado até hoje.

Wang Haimin salientou, agora, que a expansão da frota da Cosco seguirá a procura do mercado. A companhia chinesa poderá ver o terceiro lugar no ranking global, que ocupa agora, ser-lhe “roubado” pela CMA CGM, quando toda a extensa carteira de encomendas do grupo francês for entregue.

Comments are closed.