A Cosco Container Lines registou um prejuízo recorde de mil milhões de dólares em 2011. Recorde para a empresa e para o sector, superando largamente os 600 milhões de perdas da Maersk Line.

No ano passado, a companhia chinesa movimentou 6,91 milhões de TEU, mais 11,2% que no exercício anterior. Contudo, o volume de receitas caiu no mesmo período 10,7%, em termos homólogos.

Em consequência, a companhia registou um resultado líquido negativo de mil milhões de dólares e atirou todo o grupo para perdas de 1,7 mil milhões de dólares, que comparam com os ganhos de 1,1 mil milhões de dólares em 2010.

Para este ano, a Cosco Container Lines propõe-se reforçar a oferta nos mercados emergentes e nos serviços feeder. No entanto, as perspectivas para 2012 mantêm-se pessimistas, por causa do abrandamento do consumo nos países desenvolvidos e do excesso de oferta de capacidade.

A própria Cosco espera receber este ano dez novos navios de 4 250 TEU cada e fretar quatro unidades de 13 000 TEU. A companhia tem encomendados 28 novos porta-contentores, para entrarem ao serviço até 2014.

Comments are closed.