A Cosco Shipping Ports quer aumentar a movimentação de contentores no porto do Pireu em 35%, para cinco milhões de TEU, até 2018. O objectivo é transformar a Grécia num hub de transhipment para fazer crescer o comércio Ásia-Este da Europa.

Porto do Pireu

“Se atingirmos aquele nível, o porto do Pireu ficará entre os 30 maiores portos de contentores”, afirmou à “Reuters” o director-geral do porto, Fu Cheng Qiu.

A Cosco completou em Agosto o processo de aquisição de uma participação de 51% no Pireu por 280,5 milhões de euros. O acordo prevê que a companhia chinesa aumente a participação para 67% no prazo de cinco anos, tendo-se comprometido a efectuar investimentos de 300 milhões de euros, sobretudo canalizados para operações de cruzeiros e de reparação de navios.

A Cosco já opera, recorde-se, dois terminais de contentores no Pireu desde 2009, numa concessão de 35 anos. Os terminais II e III cresceram 32,3% em Agosto face a 2015, para 329 600 TEU. Os dados da companhia apontam para meses recorde no Verão, com 314 mil TEU em Junho e 323 mil TEU em Julho.

Entretanto, uma doca flutuante de 300 mil toneladas de arqueação bruta está a caminho de Atenas, com origem em Xangai, para ser o elemento central de uma base de reparação de navios. Esta doca poderá receber praticamente todos os navios existentes.

 

Comments are closed.