A China Cosco Shipping (COSCOCS) anunciou a intenção de manter a participação nas duas alianças que a China Ocean Shipping Company (COSCO) e a China Shipping Container Lines (CSCL) integravam, enquanto efectua uma cuidadosa selecção de futuros parceiros .

Cosco + CSCL

“O novo grupo vai escolher as suas parcerias futuras de forma cautelosa e está empenhado em construir uma aliança forte e competitiva”, afirmou, citada pela “Reuters”, uma porta-voz da COSCOCS. “Para assegurar serviços estáveis e ininterruptos, a companhia vai manter operações nas duas alianças até que a reorganização de alianças esteja completada”, acrescentou.

A COSCO integra a Aliança CKYHE (com a Kawasaki Kisen Kaisha, a Yang Ming Marine Transport, a Hanjin Shipping e a Evergreen Marine) e a CSCL a Aliança Ocean Three (com a CMA CGM e a UASC).

A fusão da COSCO e da CSCL terá necessariamente implicações importantes no actual xadrez das alianças de companhias marítimas. Inclusivamente, alguns analistas estimam que a nova COSCOCS poderá ser um dos promotores de uma nova mega-aliança que, a acontecer, provocará um verdadeiro “terramoto” no sector.

COSCOCS quer dois milhões de TEU em 2018

Entretanto, a COSCOCS anunciou planos para atingir a marca de dois milhões de TEU de capacidade no fim de 2018.

Este objectivo da companhia chinesa tem na base o interesse em conquistar uma maior quota de mercado nas rotas Este-Oeste e Norte-Sul. No presente, a COSCOCS controla uma frota de porta-contentores com capacidade de transporte de 1,58 milhões de TEU.

A COSCOCS é o quarto maior operador mundial no transporte marítimo de contentores, atrás de Maersk Line, da MSC e da CMA CGM.

 

 

Tags:

Comments are closed.