No primeiro trimestre do ano, a CP Carga aumentou as receitas e diminuiu os custos, e assim melhorou o cash-flow operacional em 3,2 milhões de euros.

Entre Janeiro e Março, a CP Carga transportou 2,2 milhões de toneladas, o que representou um crescimento homólogo de 21,6%.

No comunicado emitido a propósito, a empresa não discrimina as componentes nacional e internacional, mas adianta que o tráfego além-fronteiras (entenda-se, ibérico) subiu 47%, liderado pelos produtos metalúrgicos (a crescerem 91%).

No tráfego interno, a CP Carga refere aumentos de 65% nos contentores, de 59% nos produtos químicos, de 55% nos siderúrgicos, de 46% na pasta de papel e de 31% no cimento.

Em linha com uma aposta há muito assumida, mais de 60% da actividade da companhia tem origem/destino nos portos (com destaque para Sines e Aveiro).

O aumento dos volumes transportados foi acompanhado pela subida das receitas na mesma proporção (21%).

Ao mesmo tempo, a empresa reduziu 3% nos custos, o que permitou acrescentar 3,2 milhões de euros (mais 62%) ao EBITDA.

No ano passado, a CP Carga registou resultads líquidos negativos de 23 milhões de euros (-19,2 milhões de euros em 2012).

Comments are closed.