A CP Carga, em vias de ser adquirida pela MSC Rail, registou no primeiro semestre um prejuízo de 6,2 milhões de euros, que compara com as perdas de 10,1 milhões da primeira metade de 2014, anunciou a CP.

CP Carga

Entre Janeiro e Junho, a ainda operadora pública de transporte ferroviário de mercadorias movimentou 4,9 milhões de toneladas (mais 11% em termos homólogos), do que resultou um volume de receitas líquidas de 33 milhões de euros (mais 16%).

Nas contas semestrais apresentadas à CMVM, a CP destaca a evolução muito positiva do transporte de carvão, que duplicou em termos de tonelagem e de receita (7,98 milhões de euros no primeiro semestre), secundada pelo transporte de combustíveis (um acréscimo de mais de 50% em volume e valor).

O transporte de contentores – onde a MSC, a futura dona da CP Carga é líder – cresceu 8% em tonelagem (para 1,5 milhões de toneladas) mas apenas 1% em receita: atingiu os 9,2 milhões de euros. É o principal negocial da operadora ferroviária.

Resultado do aumento das receitas e da contenção dos custos, a CP Carga chegou ao final do primeiro semestre com um resultado operacional de -4,2 milhões de euros, melhor em 31% que o realizado há um ano.

O resultado líquido melhorou quase 3,9 milhões de euros e fixou-se nos 6,2 milhões de euros negativos.

A CP Carga está em vias de passar para o domínio da MSC Rail, na sequência do processo de privatização decidido no passado dia 23 de Julho.

Tags:

Comments are closed.