O governo de Itália está a estudar a proibição dos navios de cruzeiro de grande dimensão de atracarem no centro da cidade de Veneza.

 

O ministro dos Transportes, Danilo Toninelli, tem um plano para retirar parte dos grandes navios do canal Guidecca, um dos principais canais da cidade, já a partir de Setembro próximo. O plano prevê que os navios de cruzeiro passem, gradualmente, a ser desviados para os cais de Fusina e de Lombardia.

A primeira reunião sobre este tema foi realizada na sede da Autoridade Portuária de Veneza, na semana passada. No encontro estiveram representantes do governo italiano, autoridade portuária, terminais de cruzeiros e companhias que escalam na cidade, entre outros. Outra reunião está marcada para o final do mês corrente.

Os planos do governo de Roma seguem-se a um recente acidente, em que o navio de cruzeiros MSC Opera colidiu com um cais em Veneza, atingindo um barco turístico. O acidente ocorreu no cais de San Basilio, no canal Giudecca, a 2 de Junho. Após o incidente, conservacionistas e ambientalistas apelaram às autoridades para banirem os navios de cruzeiro na cidade.

Já na semana passada, o porto de Veneza convidou os congéneres europeus a desenvolverem uma nova forma de cruzeiros sustentáveis ​​e a orientarem o futuro mercado de cruzeiros no continente. Pino Musolino, presidente da Autoridade Portuária do Mar Adriático Norte, enviou um convite aos portos de Málaga, Barcelona, ​​Marselha, Zeebrugge, Dubrovnik, Hamburgo, Amesterdão e Ilhas Baleares para se reunirem e discutirem o impacto económico e ambiental do sector dos cruzeiros na Europa.

 

Tags:

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*