A partir de Agosto, um avião cargueiro vai transportar o correio dos CTT entre o Continente e os Açores, para regularizar o serviço, anunciou a operadora postal.

“Os CTT estão a contratar um operador para regularizar a operação, que começará a transportar correio em Agosto”, disse à “Lusa” o director de Comunicação e Sustentabilidade dos CTT, Miguel Salema Garção, quando questionado sobre se a empresa ponderava fretar um avião cargueiro para colmatar os atrasos nas entregas.

O anúncio surge depois de o Sindicato Nacional dos Trabalhadores dos Correios e Telecomunicações (SNTCT) ter hoje afirmado que os CTT “aproveitaram a pandemia para reduzir custos” ao “não fretarem cargueiros aéreos” e por “não terem ao serviço o número de trabalhadores necessários”, causando atrasos nas entregas na região.

Miguel Salema Garção lembrou que, em Junho, as ligações aéreas tiveram “um défice de capacidade face às necessidades de mais de 40% para a Madeira e para os Açores (além das ligações nos fluxos inter-ilhas)”.

“É esta falta de capacidade que, à falta de alternativas, tem obrigado os CTT a desviar tráfego para a via marítima. Como consequência, o tráfego que normalmente chegaria várias vezes por semana nas dezenas de voos comerciais de passageiros, passa a chegar por navio uma vez por semana, sobrecarregando nesse momento as equipas de distribuição”, prosseguiu.

O sindicato denunciou, ainda, que “a gestão dos CTT tem vindo a não ter ao serviço o número de trabalhadores necessários à correta execução do trabalho a fazer, o que está a provocar a exaustão dos trabalhadores, poucos, que restam”.

A empresa contrapõe que “os picos de trabalho ocorrem pelo facto de, por via marítima, chegarem grandes quantidades de correio ao mesmo tempo” e que tem “procurado, como sempre, alinhar as necessidades de recursos humanos ao tráfego existente visando a maximização da qualidade do serviço, ainda que fortemente condicionada pelas limitações e transporte aéreo”.

O responsável garantiu que a empresa está “a fazer os esforços necessários para que se verifiquem melhorias nas próximas semanas, quer com o aumento de voos a partir de Lisboa, quer com o aumento de voos dentro da Região Autónoma dos Açores”.

Tags:

Comments are closed.