As vendas de veículos comerciais da Daimler voltaram a subir no segundo trimestre, reforçando a aposta do grupo em superar no final do ano os números de 2011.

A Daimler Trucks vendeu no segundo trimestre 122 200 veículos (mais 34% em termos homólogos) e a divisão de vans comercializou 69 300 unidades (contra 68 mil no período homólogo).

O volume de vendas atingiu os 8,1 mil milhões de dólares nos camiões (mais 22%) e os 2,4 mil milhões nas carrinhas (2,2 mil milhões há um ano).

Contudo, o retorno das vendas caiu em ambas as divisões da Daimler, de 7,3% para 6,4% nos camiões, e de 9,2% para 8,1% nos comerciais.

Os mercados NAFTA e da Ásia puxaram pelas vendas de camiões, superando as perdas no Brasil. Uma situação que deverá manter-se no final do ano. Na Europa, a Daimler confia no lançamento do novo Actros para aumentar a sua quota de mercado dos camiões. E o mesmo efeito deverá ter o lançamento do Citan, no Velho Continente, e da gama Sprinter na América Latina.

Nos autocarros, é assumido, o ano de 2012 será pior do que o de 2011. No segundo trimestre, as vendas de autocarros completos e de chassis caíram as 8 400 unidades (10 600 há um ano) e a rendibilidade das vendas afundou ainda um pouco mais, de -5,2% para -5,6%. E não há sinais de melhoria.

 

 

Comments are closed.