Entre Janeiro e Março, a Daimler Trucks vendeu 89 300 camiões e a Mercedes-Benz Van chegou às 54 mil unidades. Ambas as divisões do grupo Daimler projectam um forte crescimento até ao final do ano.

No caso dos camiões, as vendas do trimestre representam um crescimento homólogo de 27%. Traduzido também num aumento do volume de negócios de 28% para os 6,2 mil milhões de euros.

Os mercados da Europa Ocidental e dos EUA foram os que mais puxaram pelas vendas da marca germânica. E os resultados só não foram ainda melhores por causa dos fortes investimentos feitos no aumento da capacidade de produção e em virtude das perdas excepcionais decorrentes dos desastres naturais no Japão.

Também no primeiro trimestre, as vendas de vans Mercedes-Benz aumentaram 16%, com as receitas a atingiram os dois milhões de euros (1,7 mil milhões há um ano).

A Alemanha, a Turquia e a R.P. China foram os mercados mais dinâmicos e os que mais contribuíram para os bons resultados

O ano de 2011 começou bem e as expectativas da marca são que continue assim. As previsões apontam para fortes crescimentos das vendas, quer na Europa, quer na América, quer na Ásia. E para responder-lhes o grupo Daimler conta com mais capacidade produtiva no Brasil e na Turquia.

Contra a corrente do grupo, o negócio dos autocarros recuou no primeiro trimestre com a venda de apenas 7 700 unidades (8 400 há um ano) e um volume de receitas de 831 milhões de euros (1,01 mil milhões).

Os mercados europeu e norte-americano continuam fracos (e assim deverão manter-se, estimam os responsáveis), ao passo que na América Latina a comparação é feita com um trimestre excepcionalmente forte.

Para o final do exercício a expectativa é superar a fasquia dos 40 mil autocarros completos e chassis, mas tal será conseguido essencialmente à custa da venda de chassis na América Latina.

Comments are closed.