A DB Schenker Logistics poderá ser parcialmente privatizada, no âmbito do plano de reestruturação dos caminhos-de-ferro alemães, o DB2020.

DB Schenker

Em comunicado, a Deutsche Bahn confirmou os planos para a abertura do capital da subsidiária a privados. Mas um porta-voz da companhia sustentou, em declarações ao “Lloyd’s List.com”, que uma decisão só será tomada em Dezembro.

A privatização, a acontecer, poderá atingir os 20% da subsidiária, que contribui com cerca de 50% (19,8 mil milhões de euros) para as receitas do grupo Deutsche Bahn.

O encaixe destinar-se-á a dar um novo fôlego ao processo de crescimento daquele que se assume como o segundo maior provedor logístico mundial, em termos de receitas e de performance.

Já no âmbito do processo de reestruturação do grupo, a holding DB Mobility Logistics, criada há alguns anos, será integrada na DB AG, a holding de cúpula do grupo. A DB Mobility Logistics está organizada em seis unidades de negócio: DB Bahn Long Distance, DB Bahn Regional, DB Arriva, DB Schenker Logistics, DB Schenker Rail e DB Services.

 

 

Comments are closed.