A DB Schenker acaba de testar com sucesso um novo percurso ferroviário entre Chonging, na R.P. China, e Duisburgo, na Alemanha. Um serviço regular poderá iniciar-se ainda este ano.

Em vez de seguir o percurso do Trans-Siberiano, através da Rússia, a composição da DB Schenker percorreu o Sul da Mongólia, atravessou o Cazaquistão, a Rússia, a Bielorrúsia e a Polónia até entrar na Alemanha. E com isso retirou cerca de dois mil quilómetros ao trajecto.

A distância entre Chongqing e Duisburgo ficou assim em 10 300 quilómetros e foi percorrida em 16 dias, sensivelmente metade da duração da mesma viagem por mar.

A redução dramática do transit time é um dos argumentos com que o operador germânico conta para atrair clientes para o novo serviço regular que se propõe lançar ainda este ano. “Só o transporte dos contentores para um porto chinês poder demorar até três dias. Quando lá chegarem já o comboio para Duisburgo terá percorrido metade da sua viagem em território chinês”, resumiu um dos membros da Direcção da DB Mobility Logistics.

Comments are closed.