As companhias aéreas Delta e US Airways e o fundo de capital de risco TPG Capital estarão a ponderar uma oferta de compra da AMR, a holding da American Airlines, avança o “The Wall Street Jounal”.

A Delta, que em 2008 se fundiu com a Northwest, terá já contratado a Blackstone para a assessorar numa eventual oferta de compra. Os responsáveis da companhia, que já foi a maior do mundo, acreditam que com algumas, poucas, cedências poderão ultrapassar as eventuais reservas das autoridades da Concorrência ao potencial negócio.

A US Airways igualmente estará a estudar o dossier da AMR, ainda segundo o jornal económico norte-americano.

E a TPG Capital, capital de risco com experiência no sector do transporte aéreo, também já terá demonstrado aos responsáveis da AMR o seu interesse potencial em investir na companhia aérea.

A American Airlines, que já foi a número um nos EUA e agora é a número três, recorreu em Novembro passado à protecção de credores para reestruturar a dívida (que ascende a 29,6 mil milhões de dólares) e reduzir custos.

A American Airlines era, de resto, a única das grandes companhias aéreas dos EUA que ainda não tinha recorrido ao “célebre” Capítulo 11 da Lei das Falências. A Delta, a United Airlines (agora United Continental) e a US Airways já o fizeram e estão agora em muito melhor posição no mercado.

Comments are closed.