O desconto de 15% nas autoestradas do Interior e do Algarve permitiu aos utilizadores pouparem mais de 2,3 milhões de euros desde 1 de Agosto, afirmou no Parlamento o ministro do Planeamento e das Infraestruturas.

Portagens - SCUT

“Os utentes já pouparam 2,3 milhões de euros com a redução das portagens”, declarou Pedro Marques, em audição na comissão de Economia e Obras Públicas, em resposta ao deputado do PSD Álvaro Baptista, que considerou que as portagens na A23 continuam a ser muito caras.

“Diziam que este desconto era insignificante, mas o desconto nas portagens permitiu uma poupança superior a 2,3 milhões de euros aos utilizadores”, declarou o ministro aos jornalistas, no final da audição, ressalvando que Agosto tem um grande volume de tráfego em algumas das vias abrangidas, nomeadamente na A22 e A25. A expectativa, acrescentou, é que a redução tenha “um efeito global de poupança de 13 milhões de euros anuais”.

Pedro Marques adiantou que também se assistiu durante o mês de Agosto a “algum crescimento de tráfego”, considerando que ainda é cedo para justificar esse aumento com a descida do preço das portagens.

Os descontos nas portagens abrangem as autoestradas A23 Torres Novas – Guarda, A22 Lagos – Vila Real de Santo António, A24 entre Viseu e a fronteira de Vila Verde de Raia, A4 entre Amarante e Quintanilha (Bragança) e A25 entre Albergaria-a-Velha e Vilar Formoso.

Comments are closed.