A DFDS e a C. Ports acordaram a compra da Älvsborg Ro/Ro AB, empresa que detém a concessão dos terminais ro-ro de Gotemburgo por um prazo de 25 anos.

O negócio foi feito através de uma companhia instrumental, detida em 65% pela DFDS e nos restantes 35% pela C. Ports. A transacção vale 48 milhões de coroas suecas e deverá ficar concluída em Janeiro do próximo ano.

A DFDS é um dos principais operadores de short sea no Norte da Europa e Báltico, sendo o maior cliente dos terminais ro-ro de Gotemburgo. A C. Ports é uma participada do grupo luxemburguês CLdN, que é outro importante cliente daqueles terminais, através da Cobelfret.

Os terminais ro-ro de Älvsborg e de Arendal, no porto de Gotemburgo, dispõem de sete rampas ro-ro e ocupam uma área total de 463 mil metros quadrados.

A Älvsborg Ro/Ro AB, a empresa concessionária, emprega 320 trabalhadores e deverá atingir este ano um volume de negócios de 450 milhões de coroas suecas, dos quais 50% respeitam à DFDS enquanto cliente.

Além da DFDS e da Cobelfret, a Transatlantic é outro dos principais utilizadores daquelas infra-estruturas portuárias. Mas o objectivo é atrair outros operadores, mercê do know-how que os novos donos já detêm no sector.

Hoje em dia a DFDS opera 11 terminais portuários e a CLdN opera outros oito terminais ro-ro.

Os comentários estão encerrados.