Animada pelos resultados do segundo trimestre, a DFDS reviu em alta, pela segunda vez este ano, a previsão de resultados operacionais, agora para o intervalo de 1,8-1,9 mil milhões de coroas dinamarquesas.

DFDS

A  nova projecção de EBITDA supera a de Maio último, de 1,65-1,75 mil milhões de coroas dinamarquesas, que já representava um upgrade face aos 1,55-1,65 mil milhões avançados no início do ano.

As receitas do operador da DFDS atingiram 3,4 mil milhões de coroas dinamarquesas (455,5 milhões de euros) no segundo trimestre do ano, o que representa um crescimento de 4% em relação ao mesmo período de 2014.

Mais expressivo ainda foi o avanço do EBITDA, que subiu, de Abril e Junho, 37%, para 551 milhões de coroas (73,8 milhões de euros), contribuindo para um retorno do capital investido (ROIC) de 10,3% no acumulado de 12 meses e de 8% na comparação com o ano completo de 2014.

De acordo com o comunicado da companhia, todas as unidades de negócio tiveram um comportamento positivo no trimestre, com destaque para o crescimento das cargas movimentadas de e para o Reino Unido. O comunicado da DFDS refere que, apesar das preocupações em torno da situação na Grécia, a economia nos principais mercados onde a empresa actua, os do Norte da Europa, continuarem o percurso de recuperação no período em análise, com o auxílio das políticas da União Europeia e de um preço do petróleo inferior ao de 2014.

Tags:

Comments are closed.