A DHL e os Correios de Angola firmaram um memorando de entendimento (MoU) que prevê a criação de sinergias, quer na actividade internacional quer no mercado interno angolano.

Os Correios de Angola poderão ter encontrado na DHL o parceiro para desenvolver o negócio postal, quer dentro de portas quer nos envios internacionais. O primeiro passo foi dado no âmbito da visita da Ângela Merkel a Luanda.

O acordo prevê que os Correios de Angola utilizem o know-how e as capacidades da DHL a nível internacional, ao mesmo tempo que a DHL desenvolverá as infra-estruturas e a qualidade do serviço dos Correios de Angola dentro de fronteiras.

Prevêem-se, por isso, melhorias em termos do track and trace, nas recolhas/entregas na “last mile” dentro do território angolano, e no desenvolvimento de novos produtos para o mercado daquele país africano.

Recorde-se que os CTT há muito anunciaram a intenção de entrar no mercado angolano, preferentemente numa parceria 50-50 com o operador público local. A exemplo do realizado em Moçambique. Desconhece-se ainda em que medida este princípio de parceria entre os Correios de Angola e a DHL alterará os plano do operador público português.

Comments are closed.