A DHL acaba de lançar um serviço ferroviário diário, ida e volta, entre Pequim e Xangai, a Rússia e a Comunidade de Estados Independentes (CEI).

O novo serviço, baptizado de “China land bridge”, cobre 14 cidades na R.P. China e sete dos estados da CEI.

De acordo com os promotores, a opção ferroviária é cerca de 30% mais rápida que o transporte marítimo e é 90%-95% mais barata e mais ecológica que a alternativa aérea.

E a situação tenderá a melhorar, nomeadamente em termos de cobertura geográfica, à medida que avançar (e está a avançar rapidamente) o programa de expansão da rede ferroviária chinesa.

A solução ferroviária agora lançada visa essencialmente o tráfego inter-regional de mercadorias, mas também poderá servir o comércio de import-export com mercados mais longínquos, com a transferência das cargas a poder ser feita nos portos chineses de Lianyungang, Tianjin e Qindgao.

Comments are closed.